7 de jan de 2015

As Aventuras em Kyrat: FarCry 4 [Primeiras Impressões]


Olá amigos, tudo ótimo? Chamo-me Leonardo, o mais novo ‘’manda texto’’ do site, então é certo que vocês começaram a ver alguns de meus textos com frequência por aqui.



Hoje abordarei um jogo que comecei a jogar recentemente, o tão falado FarCry 4, bom, já deixou claro que joguei apenas o FarCry 3 anteriormente, então não sou um fã de sangue da série.

FarCry criou fama com seus vilões, especificamente com Vaas do terceiro título. Quem nunca deu risada com suas frases que fazem todo o sentido do mundo, né, kkk! Claro, que com o novo game da série não seria diferente. Falemos um pouco da história do jogo e sobre o novo vilão da série.

Dessa vez o protagonista da série é Ajay Ghale, que volta a Kyrat (País fictício, inspirado em locais do Himalaia e Nepal). O porque do personagem sair de seu canto e se dirigir a esse fim de mundo? Simples, o último desejo de sua mãe é que suas cinzas fosse espalhada em Kyrat. Porém, o país se encontra em guerra civil contra rebeldes chamados de "O Caminho Dourado" e o "Remige" que pertence ao "rei" Pagan Min. E fica a sua escolha qual lado quer ficar nessa guerra, assim levando a finais diferentes.


Olha, não cheguei a zerar o game, mas com meu tempo de jogatina posso apontar alguns detalhes, começando pelo gráfico que esta incrível, estão lindos no Xbox 360 (Ainda não tenho grana para o One L), para ficar de fácil compreensão, imagine que o FarCry 3 com um gráfico bem melhores, principalmente na vila em que você se fica e com o Himalaia em segundo plano, achei lindo.

A jogabilidade não mudou tanto assim, continua a mesma coisa do terceiro título, como andar, abaixar, correr e atirar. Uma adição aos comandos e que eu amei foi que agora é possível escalar as montanhas. No FarCry 3, lembro que me matava para subir em lugares, agora não, é possível você faze-lo com extrema facilidade.

Agora vamos falar do novo vilão Pagan Min, pense em um cara retardado das idéias, kkkk!

Nos primeiros cinco minutos de jogo, ele mata um cara utilizando apenas um caneta, é sério, kkk. Ele veste um terno todo cor-de-rosa e utiliza de um penteado loiro, raspada nas laterais, um vilão de design bem legal.


A personalidade dele é bem complexa, tipo, é muito frio e ironico a maioria das vezes, então fazendo uma comparação ao título, peguemos o Vaas, agora multipliquemos a loucura dele em 15 vezes, esse é Pagan Min, quase um Vass 2.0, kkk!

Bom, esse foi apenas as primeiras impressões que tive de FarCry 4, em breve relatarei a experiencia completa.

Abaixo vocês conferem um vídeo demonstrando a comparação dos gráficos em todos os consoles.

Grande Abraço a todos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário