28 de jan de 2011

Divine Sealing (Mega Drive)

Polêmica! Essa é a minha volta ao NOP, depois de um fim de ano atribulado com decepções amorosas, muito trabalho, e pausa no blog devido ao alto ritmo da loja. No início do ano voltei a blogar lá e no Gamers Invaders, pó conferir, tá bom. E você pergunta: "Mas onde tá a polêmica, Kyo? Cê tá só falando da sua vida!" Todo mundo aqui deve saber que eu ADORO Shoot'em up's, de Gradius a Ikaruga, já joguei de diversos tipos e tive certas alegrias e decepções (Oh, Giga Wing Generations, por quê tantas balas?). Então, o jogo de hoje foi encontrado por acaso, navegava num fansite de Shmups procurando por shooters de Game Boy Advance (A tela desse portátil, infelizmente não privilegia shooters, pena) e navegando aqui e ali, cheguei na página dos shooters do mega. Entre títulos conhecidos e outros que nunca vi, meu lado tarado fincou o olho em Divine Sealing, na descrição do site: "O único shooter Hentai do Mega Drive". Os mais atentos já devem ter sacado o porque do Tarado, mas aos mais ingênuos: "Japanese for Dummies": Hentai é uma expressão japonesa que quer dizer Pervertido, porém, a designação é usada para definir Mangás e Animes com conteúdo erótico, que pode ser leve ou extremo. Não confunda com Ecchi, que são essas insinuações, beirando o Hentai. Pois bem, finalizada a aula de Japonês fajuto (Até porque não sou nenhum Fabio Santana que joga jogos em japonês e ENTENDE TUDO, vamos a continuação da histórinha. Abri rapidamente (bem, o mais rápido que meu pc de M&rd@ permite e procurei a rom. Estava lá. E resolvi: "Vou resenhar isso lá no NOP" Vamos em frente!


Divine Sealing

Produtora: Desconhecida
Desenvolvedora: Desconhecida
Plataforma: Mega Drive
Gênero: Shoot'em up
Jogadores: 1

O Jogo conta a história de... Ok, Vamos aos
fatos, EU NÃO SEI FALAR JAPONÊS. E mais, o jogo não possui qualquer indício de quem o produziu ou desenvolveu, sério. Assim que você liga o jogo, vai para a tela de título (bem simples, por sinal) e a tela mostra algo que lembra um painel de uma nave, ou coisa do tipo. E começa a aparecer alguns quilos de texto, e blá-di-blá-di blá-di. Pois bem, vou inventar algo. O MAL
está se apoderando da galáxia, e somente você, piloto da nave, e macho pacaraleo, poderá vencer o inimigo. E é importante frisar que O MAL tem gostosas como reféns e cabe a você salvá-las, em diversas fases. Mas que saber a verdade? Você vai é pagar por seus pecados, porque o jogo é um shooter que tem falhas, mas essas falhas...

Você só tem um botão de ação, e pode deixá-lo pressionado para manter os tiros constantes.
A movimentação é veloz, até demais. Vamos começar com alguns aspectos básicos dos shooters, enumerando-os:

Os inimigos

Em um shooter tradicional, os inimigos surgem de certos pontos na tela, mas há uma padronização nos movimentos que mesmo te surpreendendo podem ser evitados em grande parte das vezes, e eles são distribuídos de forma uniforme e certeira, e sua movimentação é cadenciada com o ritmo de jogo. Já em Divine Sealing, eles parecem ser jogados aleatóriamente, movimentando-se rápido demais e até te seguindo, além da velocidade deles ser insana.
Para não ser injusto, alguns se movem num padrão, mas mesmo assim a velocidade tira a beleza do conteúdo.
Os Tiros

Praticamente todo shooter tem pelo menos um tipo de Power-Up, que se não adquirido pelo estágio, de alguma outra maneira. Alguns como Tiger Heli, ou Ikaruga, não tem Power-Ups, mas tem bombas ou o Raio Laser. Nisso, Divine Sealing peca feio, há apenas um tiro, e o único power-up não é tão interessante, ao se fazer 10000 pontos, pode-se atirar para trás simultaneamente.


Design de Fases

Em geral, os designs são feitos para complementar o visual ou proposta do jogo, além de serem elementos de desafio, como em Ikaruga ou Gradius. Já vi de diversos tipos de estágios criativos, principalmente em Ikaruga, Gokujo Parodius ou em Guwange (confira a análise desse jogo no Blog do Kyo), aqui os estágios são sem vida, e em um trecho de um estágio, há um momento que os inimigos se misturam ao layout, e não se vê a chegada deles, seria interessante, se não tivesse sido tão mal feito.


Pois bem, não se pode esperar muito de um jogo que falha nos aspectos básicos de um shooter e isso é o que se vê aqui, quando se trabalha com maus programadores, acho que eles estavam mais focados em fazer as ilustrações hentai, que sendo tarado ou não, são belas, principalmente considerando a limitada paleta de cores do mega. Como dito no tópico do Design de Fases, os cenários de Divine Sealing são monótonos, entediantes e fracos. Os inimigos seguem o mesmo padrão desinteressante, destaco apenas a nave protagonista e os chefes, que apesar de ter padrões mais previsíveis do que o "A Turma do Didi" são bem desenhados e bacanas. Destaco também as bacanas ilustrações Hentai entre as fases, fazem bom uso das cores do Mega, que em relação ao SNES são mesmo limitadas. O problema é que a equipe do jogo gastou 87% do orçamento do jogo (Uma caixa e meia de Bis, um boné do pateta e dois sacos de balas juquinha) nas ilustrações e cagaram no resto.

Contrataram dois ornitorrincos russos para compor a trilha e os efeitos, só pode. Porque acho que esse é o jogo com a pior trilha que eu já vi. Tá, não é a pior, mas é a pior combinação de musica+efeitos que vi num shmup. Música sem inspiração (lembra os jogos piratas do nes, ou o kof do mega que usa um tema que lembra mais power rangers), efeitos que te dão vontade de vomitar, nada funciona.

Finalizando, Divine Sealing tem muitos dos defeitos primários que não podem ter nos shmups, mas quer saber como te convenço a jogar? Tem mulé pelada. Viu? Agora, vai lá, jogue e sofra como eu fiz, e até a próxima, camaradas!

Esse jogo leva o selo Jordy* de qualidade



*Equivale a nota 5 numa escala de 1 a 10

5 comentários:

  1. O único jogo Hentai que eu conheço é o obscuro Bubble Bath Babes, um puzzle do NES incrivelmente dificil.

    Mas pow, se o Jordy é nota 5 o que seria a nota 0? Justin Bieber?

    PS.: É impressão minha ou o layout do blog foi pro espaço?

    ResponderExcluir
  2. Jordy seria de 3 a 5, 2 a 0 é selo Ibis SC, 5,1 a 7 é Prince, 7,5 a 9 é Mussum e 9,1 a 10 é Darth Vader.

    E sim, o layout foi pro espaço (não me pergunte o porque, eu também não sei)

    ResponderExcluir
  3. Será que tem um versão disso para mim?

    ResponderExcluir
  4. Eu vi uma foto desse jogo uma vez, com a foto de uma mina, achei que fosse um jogo de FMV pra um cart de Mega Drive. Na época eu era meio leigo na diferença de potência entre um Mega Drive e um Sega CD. Tanto é que quis esse jogo. Mas hoje eu vi que só vale mesmo por causa das 'mulezinha' mesmo!! Até porque em termos de tecnologia, fica muiito aquém de todos os outros jogos do gênero. Gastaram quase toda a memória reproduzindo as minas.

    ResponderExcluir