7 de set de 2010

Coca - cola Kid (Game Gear)


O néctar dos deuses borbulhante, altamente concentrado, capaz até mesmo de amolecer dentes humanos, ganha uma aventura só sua, e com direito a um protagonista que tem habilidades sobre humanas.


SEMPRE COCA-COLA
Costumo chamar isso de Marketing, mas aqui o chamaremos de game, com propósito de vendas.
E a proposta fica claro desde sua abertura, que vamos dizer é bem... Refrescante.
Mas não estamos aqui para falar da mega-corporação Coca-cola, e sim do game, que mesmo sendo uma coca travestida de jogo, não se sai mal.

TELL ME ANOTHER ESTORY
Assim como 98% dos games lançados nos meados dos anos 80 e 90, a motivação dos nossos personagens na época é sempre a mesma.
FRAU, MUJER, NAINEN, FEMME, DONNA, JOSEI, ou seja, MULHER.
Um dos melhores motivos para sair pelas ruas espancando a torto e direito, e o melhor a policia nunca se envolve e quando se envolve, a gente desce o porrete, quem dera a vida real fosse assim.

O importante é que a historia é clichê como qualquer outra e de quebra se aproveita do titulo de um filme lançado na mesma época, não sei a historia do filme ou se tem algo relacionado ao game, e não sei como isso poderia interferir no game, mas o game consegue cumprir o seu papel razoavelmente.
LETS PLAY!
Um ponto positivo do game é o dinamismo, sair na rua quebrando geral e coletar algumas tampas de garrafas para comprar alguns itens no final da fase ou mesmo garrafas de coca-cola para recuperar a energia.
È simples assim, não há muitas firulas, e como em qualquer beat´n up, você se depara com um chefe no final de cada fase.
SIMPLES ASSIM!
Coca – cola Kid não inova em nada, realmente é um game com intuito de fazer propaganda, apenas isso.
Possui algumas características próprias como o fato do personagem se energizar e poder causar um dano maior e um salto à lá ninja, fora esses detalhes não tem nada de inovador.
O jogo também não explica o porquê do personagem possuir esses poderes, talvez seja devido ao consumo excessivo de coca.
Hummmm, Coca – cola, se isso realmente acontecer, começarei a comprar fardos e mais fardos de coca, também quero poder energizar e soltar magias e saltar como um ninja.
Errr... Preciso de me controlar, às vezes a minha criança interior foge.
CONCLUSÃO
Coca–cola Kid é um game apenas para se colecionar, é melhor que Pepsi man, tenham certeza disso, mas não tem nada de tão fascinante dentro da proposta.
Chega a cansar depois de um longo tempo jogando, e isso se deve ao fato de que o jogo não tem um nível de dificuldade alto, é muito fácil e isso não o motiva a tentar coletar todos os itens.
Talvez seja a falta de desafio que tornou esse game tão chato, a propaganda em questão passa despercebida, apesar de que as mensagens subliminares cumprem com o seu serviço, não consegui deixar de tomar coca enquanto jogava.
È por hoje é só meus caros, um grande abraço e até a próxima!

3 comentários:

  1. Rapaz, eu joguei o tal do PepsiMan pra PSx, horrível kkkk Esse aí parece ser BEM melhor, mas MUITO mesmo! E eu tomo coca cola mais do que água, e nunca desenvolvi nenhum poder especial por tomar não viu mano, mas to com medo de desenvolver é osteosporose!! XD

    ResponderExcluir
  2. CCKid Até que é legalzinho.
    E parece que esse jogo é baseado num filme.

    ResponderExcluir
  3. Coca cola Kid, Pepsi man, Antartica "Sub Zero",que mais faltam inventar? e depois dizem que os games não influenciam em nada he he.
    Abraço!
    http://quemtaai-logan.blogspot.com/
    http://mastersystemgames.blogspot.com/

    ResponderExcluir